Smartphones vão sair da fábrica com aplicativos Brasileiros


Decreto do Ministério das Comunicações começou a valer no dia 10 de outubro e visa romper com hegemonia dos aplicativos internacionais que saem de fábrica na grande maioria dos smartphones.

“Emplacar um aplicativo nas lojas virtuais é briga de gente de todo tamanho. A disputa pelo sucesso vai desde os grandes fabricantes de software até os pequenos desenvolvedores. Entre eles, estão dois jovens que tiveram uma ideia inicial ainda na universidade e que foi ganhando corpo. O aplicativo lista todos os estabelecimentos comerciais na região onde o dono do celular está. Em três anos, a empresa conseguiu um milhão de downloads, mas não foi uma tarefa fácil. “Hoje, no mercado, você entra na lojas e a maioria dos aplicativos que aparecem lá são americanos”, conta Allan Panossian, fundador do Kekanto.

A regulamentação de uma portaria do Ministério das Comunicações pode dar uma forcinha para a indústria nacional de software. O texto diz que, a partir da quinta-feira (10), todos os smartphones produzidos no Brasil, com isenção fiscal, deverão sair da fábrica com pelo menos cinco aplicativos nacionais. A regra vale para 133 modelos que custam até R$ 1500.

O Ministério das Comunicações aprovou uma lista de 94 aplicativos que podem ser escolhidos pelos fabricantes de celular. Todos em português e sem restrição de idade. Além disso, eles se encaixam em várias categorias, como educação, saúde, turismo e jogos. O especialista Marcus Cardoso diz que a portaria vai além de ajudar os aplicativos nacionais a ganhar visibilidade. “As empresas brasileiras também vão começar a ter uma parceria muito maior com desenvolvedores internacionais. Pode ser que, para as companhias nacionais, lá no futuro, um aplicativo feito no Brasil com a parceria de uma empresa de celulares ou tablets vire internacional”, aponta Marcos Vinícius Cardoso, coordenador de design de games da Universidade Anhembi Morumbi.

O aplicativo da empresa de Allan Panossian já foi escolhido por quatro fabricantes. Ele espera triplicar o número de downloads e aumentar a equipe. “A gente pensa, sim, em contratar mais desenvolvedores para ter um aplicativo cada vez melhor e estar sempre gerando coisas novas”, conta o criador do aplicativo Kekanto.”

Janaína Lepri – Jornal da Globo

.

.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s